Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11451/1121
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorMorejon, Camilo Freddy Mendoza-
dc.contributor.authorBianco, Tatiani Sobrinho Del-
dc.contributor.authorMendoza, Andy Avimael Saavedra-
dc.contributor.authorLima, Jandir Ferreira-
dc.contributor.authorPlec, Otmar-
dc.date.accessioned2015-03-24T19:59:10Z-
dc.date.available2015-03-24T19:59:10Z-
dc.date.issued2014-08-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11451/1121-
dc.format.mimetypepdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.titleCorrelação para Estimativa da Geração de Resíduos da Construção Civilpt_BR
dc.typeTrabalho em eventopt_BR
dc.subject.keywordGestão de resíduospt_BR
dc.subject.keywordDesenvolvimento regionalpt_BR
dc.subject.keywordConstrução civilpt_BR
dc.subject.keywordPotencial econômico dos resíduospt_BR
dc.description.resumoO Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil (RCC). Nesse processo é importante a estimativa dos tipos e quantidades de RCC, gerados nos municípios, porém, na literatura somente prevalecem os fatores para a estimativa global de geração de RCC e não foram identificadas correlações para a estimativa dos resíduos segregados. Desse modo, o objetivo do trabalho foi o desenvolvimento de uma correlação para a estimativa (global e segregada) do potencial de geração de RCC. Foi considerado como elemento de estudo três tipos de construções (casa, sobrado e prédio) e por meio da especificação das matérias primas, dos produtos e da eficiência de aproveitamento, em cada uma das atividades/etapas do processo de construção civil, bem como com auxilio dos balanços totais e parciais de massa, complementados com dados dos alvarás e dados coletados/monitorados junto as empresas construtoras da cidade de Toledo-PR, foi possível sistematizar a relação que existe entre as quantidades de materiais utilizados e as quantidades e tipos de RCC gerados. Após o tratamento contribui-se com quatro correlações diferenciadas para a estimativa global e segregada de RCC, a primeira para casas, a segunda para sobrados, a terceira para prédios e uma quarta com os valores médios. Este último com um fator de geração global de RCC de 160 kg/m³ e fatores para a estimativa da composição segregada dos RCC o qual é composto de 23 tipos (39,9% de areia, 27,55% de massa, 9,34% de cimento, 6,94% de tijolo, 5,93% de pedra, 5,19% de cal hidratada, 1,82% de lajota, 0,76% de sacos de papel, 0,61% de madeira-pontalete, 0,49% de telha, 0,43% de cerâmica, 0,34% de argamassa, 0,20% de sacos e baldes plásticos, 0,16% de pregos, 0,10% de cal fino, 0,012% de tinta, 0,09% de cumeeira, 0,05% de massa corrida, 0,004% de impermeabilização 0,004% de lixas, 0,003% de fios, 0,003% de massa de rejunte e 0,002% de cabos para fio condutor). Finalmente essas correlações foram aplicadas para a estimativa de geração total e segregada de RCC no Município de Toledo-PR, no qual se evidencia o potencial econômico de cada um dos componentes dos RCC (43.899,84 t/ano).pt_BR
dc.rights.licenceAcesso Abertopt_BR
Aparece nas coleções:CIISC - Artigos do Encontro Nacional Conhecimento e Tecnologia: Inclusão Socioeconômica de Catadores de Materiais Recicláveis

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
194 - Artigo.pdfCorrelação para Estimativa da Geração de Resíduos da Construção Civil1.36 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.